Vídeos

Intervenção do deputado João Vasconcelos na audição do Ministro Planeamento e Infraestruturas.

Intervenção do deputado João Vasconcelos na audição do Ministro do Ambiente, no âmbito do debate do OE 2017.

Resoluções Mesa NacionalResoluções Mesa Nacional

autárquicas 2013

Nestas eleições como em nenhumas outras após o 25 de Abril, é preciso vencer a mentira, o medo, a chantagem. 

autárquicas 2013

O Bloco de Esquerda entregou hoje, dia 5 de Agosto, no Tribunal de Loulé, o processo de candidatura aos órgãos autárquicos do concelho. O Bloco apresentou candidaturas à Assembleia Municipal de Loulé e às Assembleias de Freguesia de Quarteira, S. Clemente e S. Sebastião.

autárquicas 2013

Carta aberta dirigida ao candidato do PSD, partido do governo,

à presidência da Câmara Municipal de Loulé

autárquicas 2013

"Para derrotar esta política devastadora"

Num tempo em que os Portugueses são espoliados de direitos fundamentais, em que milhões são empurrados para a pobreza e centenas de milhar para fora do País, quando faltam os princípios éticos elementares aos governantes, cabe-nos a nós, a cada um de nós, combater as políticas que nos afetam a nível local, regional e nacional. 

Sociedade

O Plano de Urbanização Caliços Esteval é um instrumento de ordenamento do território que permitirá enquadrar legalmente a pretensão imobiliária do IKEA.

Esta operação não trará para o concelho e para a região, ao contrário do que nos teem querido fazer crer, apenas um conjunto de benefícios.

Ambiente

Vai ser construído um Resort a 100 metros do mar. Como é possível aprovar-se um empreendimento daquela envergadura em cima da praia? 

Trata-se de um empreendimento que compreende edifícios que vão dos 3 andares até aos 6 andares!

autárquicas 2009

O Bloco de Esquerda – Loulé apresentará dia 11 de Agosto, terça-feira, às 18h30, no Restaurante Flor da Praça (junto ao Mercado Municipal) a candidatura aos órgãos autárquicos do concelho de Loulé.

(Convite à comunicação social)

CCC Loulé

“As próximas eleições, particularmente as autárquicas, podem ser uma nova oportunidade para o crescimento e fortalecimento do B.E. no Concelho, nomeadamente a participação de mais jovens na actividade politica”

Opinião

Lamentável que tantos organizadores, apresentadores, comentadores, tudo tão inteligente, tão in e prá’frentex, tenham olimpicamente ignorado o colonialismo e os crimes israelitas, mesmo nas barbas dos assassinatos que, na fúria do momento, estão despudoradamente a cometer sobre as martirizadas populações aprisionadas na faixa de Gaza. O pacóvio deslumbramento de quem pensa que também é gente só porque, lá de longe em longe, os donos disto tudo lhe dão um ossinho a roer, para que eles possam continuar a abancar-se com o porco do dinheiro e do poder, também ajudou bem a esta cegueira indesculpável.

É necessário, investir mais na melhoria dos serviços públicos e na promoção de uma cultura politica virada para a cidadania.  Exigir a manutenção do sector da água no Estado. Criar condições para o envolvimento e auscultação das populações, técnicos e empresários no processo de revisão do PDM que se avizinha. Lutarmos, pela  descentralização administrativa de competências para as autarquias que não ponham em causa as obrigações sociais do Estado  e um tratamento igual para todos os cidadãos, independente do município onde vivam e pela criação de novos mecanismos para que as assembleias municipais sejam capazes de poder cumprir a sua função fiscalizadora da actividade municipal. E retomar o processo de discussão da reorganização das freguesias, consultando as populações, através do referendo local.

A causa palestiniana é uma das mais justificadas lutas de um povo, senão a mais baseada e de há mais tempo, no chamado “direito internacional”, mas que em contrapartida é a que menos se concretiza. Pelo contrário, é aquela que, paulatinamente, mais é destroçada e reprimida pelo estado colonizador, Israel, com a cumplicidade das potências que o sustentam (EUA em primeiro lugar) e a impotência ou o cinismo da restante “comunidade internacional”.