Vídeos

"Em nome da coesão territorial é necessário eliminar as portagens no Algarve e no Interior do país"

Em audição na Comissão Parlamentar de Economia, o deputado do Bloco de Esquerda João Vasconcelos questionou acerca das obras de requalificação da EN 125, das intervenções de beneficiação provisórias realizadas e sobre a suspensão imediata das portagens na Via do Infante/A22.

Resoluções Mesa NacionalResoluções Mesa Nacional

CCC Loulé

Convocam-se as/os aderentes, com capacidade eleitoral, do Bloco de Esquerda do concelho de Loulé, para uma Assembleia Eleitoral Concelhia, no próximo dia 7 de setembro, entre as 15h00 e as 19h00, a decorrer na Rua Maria Campina, nº 106 - R/C, Loulé, com o seguinte ponto único na ordem de trabalhos: 

 

Eleição da Comissão Coordenadora Concelhia do BE-Loulé, para o biénio 2019-2021

ELEIÇÃO DA CCC: Sábado, 7 de setembro de 2019

 

Convocatória

 

É de grande importância para o sucesso do Bloco de Esquerda, em particular, em Loulé, a eleição da respetiva Comissão Coordenadora Concelhia.

Sociedade

A mais recente sessão da Assembleia Municipal de Loulé, realizada a 5 de abril, aprovou por larga maioria (registou apenas uma abstenção) a moção apresentada pelo deputado municipal do Bloco de Esquerda Carlos Martins para a elaboração de um Plano de Estratégia Local de Habitação.

A iniciativa política aprovada recomenda ao executivo municipal liderado por Vitor Aleixo que elabore, com urgência, o Plano de Estratégia Local de Habitação e priorize as soluções habitacionais que pretende ver desenvolvidas no município ao abrigo do 1.º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação, bem como, envidar esforços para a conclusão a curto prazo do processo cadastral no município.

Sociedade

A Assembleia Municipal de Loulé aprova por unanimidade a moção "Pelo Combate à Violência de Género", apresentada pelo Grupo Municipal do Bloco na sessão  Extraordinária da 5 de Abril de 2019.  

assembleia municipal

O Bloco de Esquerda viu aprovada a sua proposta de recomendação para a criação do Provedor Municipal. Esta proposta, levada a debate e deliberação na sessão da Assembleia Municipal de Loulé realizada a de 23 de fevereiro, mereceu uma aprovação por maioria, tendo registado 3 abstenções por parte do Partido Socialista (PS).

autarquicas 2017

O discurso de José Graça, que era o responsável financeiro da CML por delegação do presidente Seruca Emídio, pretende negar uma evidência que está devidamente documentada e criar a ilusão de ter legado contas equilibradas quando recorreu a um programa de financiamento como o PAEL, que se destinava exclusivamente a apoiar as Câmaras Municipais endividadas, assumindo um plano previsional de amortizações que obriga ao pagamento de juros no valor 540 454,38 €. Com a adesão a este programa a CML perdeu completamente a autonomia financeira ficando sujeita a condições inaceitáveis de forte restrição nas atividades municipais que levou a paralisia do município, com graves consequências nos serviços de limpeza, nos apoios sociais e nos serviços de transportes de crianças e idosos e na redução forçada de trabalhadores não pertencentes aos quadros municipais. Seria mais sério se assumisse as suas responsabilidades políticas e reconhecesse que a sua gestão “esteve acima das nossas possibilidades”, como dizia Passos Coelho para justificar o empobrecimento forçado do país e o roubo de salários e pensões.

Trabalho

O Bloco de Esquerda apresentou um projeto de resolução no sentido do Governo tomar as iniciativas necessárias à requalificação da linha férrea do Algarve.

Opinião

Com as eleições de 6 de outubro a esquerda ficou mais fraca no Algarve. O Bloco, ao manter a sua representação parlamentar, surge como o grande referencial das aspirações, reivindicações e lutas dos algarvios, apresenta-se como a principal força de esquerda na região. A nossa principal bússola assenta nos programas nacional e regional, que se complementam. Acabada a geringonça, por vontade do PS e do PCP, o Bloco nada terá a temer, liderando a oposição e mantendo o seu rumo socialista, com coragem e determinação – naturalmente, com todos e sem esquecer as convergências possíveis à esquerda.

Neste aspecto devemos lembrar que o Algarve é uma enorme fonte de receitas para o País, e certamente conseguirá verbas para fazer face às hipotéticas despesas, acrescentando que deve surgir uma dinâmica de solidariedade para com as regiões mais desfavorecidas do todo nacional.

A votação do BE no Algarve é a 2ª mais alta do país (12,9%), logo a seguir a Coimbra (13,01%), o distrito da Marisa e do Pureza. Acho que merecemos uma medalha!